sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

Resenha #43 - Sereia - Tricia Rayburn (livro I)

    Olá pessoinhas, tudo de boa com vocês?

Faz tempo que não tem resenha por aqui, não é? Mas, não tem problema, a espera acabou! E hoje tem resenha de um livro maravilhoso.

    Bora lá?


Imagem Mundo Literário da Cecy


    Vocês me conhecem, sabem que sou Sereia, então, garanto que esse ano muitas resenhas com essa temática aparecerão por aqui, rs! Sereia é uma história muito fofa de amor fraterno, amizade, coragem e determinação. É uma trilogia - e esse eu tenho todos traduzidos, rs

SINOPSE: Vanessa Sands, de 17 anos, tem medo de tudo - do escuro, de altura, do mar -, mas sua destemida irmã mais velha, Justine, está sempre por perto para guiá-la a cada desafio. Até que Justine vai mergulhar num precipício uma noite, perto da casa de veraneio da família em Winter Harbor, e seu corpo sem vida aparece na praia no dia seguinte. Os pais de Vanessa tentam superar a tragédia retornando à vida cotidiana em Boston, mas ela sente que a morte da irmã não foi acidental. Depois de descobrir que Justine estava escondendo diversos segredos, Vanessa volta para Winter Harbor esperando que Caleb, namorado de sua irmã, possa esclarecer algumas coisas, mas o garoto está desaparecido. Logo, não é apenas Vanessa que está com medo. Winter Harbor inteira fica em alvoroço quando outro corpo aparece na praia, o pânico se instala a medida que a pequena cidade se torna palco de uma série de acidentes fatais relacionados a água em que as vítimas são encontradas sorrindo horrivelmente de orelha a orelha. Vanessa e Simon, irmão de Caleb, unem forças para investigar os estranhos acontecimentos e, no caminho, a amizade de infância se transforma em algo mais. Conforme eles vão encontrando ligações entre a morte de Justine e a súbita erupção de afogamentos assustadores na cidade, Vanessa descobre um segredo que ameaça seu romance com Simon - e que vai mudar sua vida para sempre.

   Já deu pra notar pela sinopse que Sereia não tem nada a ver com a Ariel, onde as moças com cauda são bonitinhas, fofas e só querem o bem das pessoas, certo? Essas sereias aqui, estão mais para a Iara do nosso folclore, que mata sem piedade. As sereias deste livro também. Não estão nem aí pra ninguém,  a não ser por elas mesmas. Mas, bora começar do começo?

    O livro começa com Vanessa, Justine, Caleb e Simon fazendo um de seus famosos passeios. Justine e Caleb mantem um namoro há anos, mas, os pais das meninas não sabem, eles são extremamente apaixonados e adoram boas aventuras. Uma tarde enquanto estão saltando dos penhascos de Chione, o clima muda de repente de Simon alerta que eles deveriam ir embora. Como Vanessa é muito medrosa, ela não salta, e fica muito preocupada quando a irmã e o namorado saltam durante um vendaval e tempestade. Após a aventura acabar, o tempo melhora da mesma maneira que piorou - de repente - e, já na hora do jantar, a mãe discute muito com Justine e acaba entregando que Vanessa lhe contava determinadas coisas. Justine se sente traída e sem dar qualquer explicação, sai de casa. No outro dia, apenas seu corpo é encontrado.

    Vanessa volta para Winter Harbor, e procura por Caleb, ela quer respostas, não entende o motivo pelo qual sua irmã possa ter tirado a própria vida, porém, ao procurar por Caleb, Simon - por quem ela sempre teve uma quedinha - lhe informa que o irmão está desaparecido. Então, eles começam pelo básico, pelo trabalho do garoto, mas, descobrem que há um ano ele mudou de emprego - que ele adorava, por sinal - e não avisou a ninguém. Ao passar os dias em Winter Harbor, Vanessa faz amizade com Paige Marchand, a neta da dona de um restaurante. Paige é querida, simpática e uma grande amiga, apenas muito atrapalhada. E linda, aliás, todas as mulheres da família de Paige são lindas, a sua mãe - que prefere que as filhas a chamem de Raina - e a irmã mais velha, Zara. Toda vez que Vanessa chega perto de Zara, uma dor de cabeça lancinante lhe parte o crânio, e ela não entende o motivo. Quando não está com Simon, Vanessa dedica seu tempo trabalhando no restaurante das Marchand, mas, ela sente que alguma coisa está errado com aquelas mulheres. Começando pela dor de cabeça, não pode ser apenas um stress pré - Zara, rs!


Imagem Mundo Literário da Cecy
   Conforme vai se aprofundando mais na história da cidade, Vanessa começa a descobrir fatos interessantes que a levam também a questionar quem são as Marchand e o que elas guardam de tão misterioso. Ela conta com uma ajuda meio macabra, mas, que faz com que a trama siga um caminho interessante. Quanto mais ela se envolve na história, mais confusa ela fica... E o leitor também, hahaha.. Obviamente, o enredo é um tanto quanto clichê, sabe,  uma descoberta é feita por Vanessa - que na verdade eu já tinha descoberto há muito tempo, e o Simon é um pato morto, porque ele mesmo deu a pista e não se tocou, hahaha... - e muda seu ponto de vista em relação a tudo. 

   E Simon... Gente, estou completamente apaixonada por ele. Esse homem existe mesmo? Não, claro que não, tudo coisa da cabeça da Tricia, me deixou inconformada essa perfeição não existir. Lindo, fofo, querido, amigo, forte, apaixonado... Aiai... Ó mãe natureza, porque não fazes uma maravilha dessas verdadeira? Estou apaixonada por ele. Acho que eu já disse isso, rs. Mas, eu repito, não tem problema, estou mesmo. Ele é perfeito! Enfim, com a ajuda de Simon, Vanessa começa a tomar as rédeas da própria vida, sabe. Ela para de se esconder atrás de seus medos e resolve ir à luta. Sabe aquela coisa de que o primeiro passo para vencer o medo é assumir que tem medo? Então, Vanessa faz isso, ela assume seu medo para em seguida tentar superá-lo. E o primeiro medo que ela venceu foi dirigir sozinha para outra cidade há três horas de distância, quando o máximo que ela fazia era uma rota de quinze minutos. Bom, muito bom. Baby steps!

    Cada capítulo termina bem amarradinho, porém, com a deixa para o próximo capítulo, fazendo assim o leitor ter a necessidade de continuar a leitura, para evitar se perder. E olha que é fácil se perder na confusão da Vanessa. Automaticamente, o livro termina assim também, com uma deixa para o próximo livro. Sabe o que eu achei legal - e muita gente criticou - o fato da Vanessa ser uma protagonista cheia de medos, insegurança e baixa autoestima. Tudo bem que isso foi irritante em alguns momentos, mas, nós não somos assim? Sofremos com medo, insegurança e baixa autoestima muitas vezes, então, porque querer uma protagonista que seja super forte? Ultimamente tenho escolhido - sem querer, mas, tá valendo, rs -  livros com protagonistas muito reais, e isso deixa a leitura mais fluida. Na minha opinião, claro. Não gosto de ver aquelas pessoas que vencem na vida, que tudo dá certo, que os problemas não são verdadeiramente problemas. 


"Queria dizer a ele que eu não me importava, que aquilo não tinha importância, porque o que eu sentia não tinha nada a ver com poder, controle, ego. Tinha tudo a ver com ele e comigo. E a maneira como ele me ajudou a encarar a escuridão não tem como algo a temer, mas como algo que fazia com que a luz fosse muito mais brilhante..."

    Enfim, vou parando por aqui, que já está quase virando um livro. E sabe de uma coisa: NO SPOILER, uhuuuuullll!!!!!

Sereia - (Syren) Tricia Rayburn. Livro 1 da série Sereia, 306 páginas, editora Verus. 

Pra quem não gostou, azar, eu gostei, rs! Já era, Ariel, você perdeu, rs!

Beijooooo

SORTEIO

4 comentários:

  1. Oi Cecy
    Esse livro parece ser bem forte 😲
    Gostei bastante da sua resenha e suspeito (por um motivo) que tem um personagem que mexeu com voce...

    Um fato que você ressaltou é esse pont de nossa mocinha ser medrosa ,ter baixo -estima e etc...Nós não somos perfeitos e pessoas inseguras existem (eu sou uma delas)os personagens são reflexos de pessoas de verdade e não uma imagem idealizada , então esse é um ponto positivo.

    Beijos

    Meu mundinho quase perfeito

    ResponderExcluir
  2. Oi Babi!
    Realmente, não é um livro fofo, como por exemplo A Sereia de Kiera Cass, é uma trama mais forte, mais adulta, com um problema mais complicado. E, você adivinhou que teve um personagem que mexeu comigo, hahaha...

    Eu realmente gostei da protagonista insegura, acho que na pele dela eu estaria muito pior, rs!

    Beijoooo

    ResponderExcluir
  3. Olááááá Ce"cyyyyrena"
    Huuuummmmm eu estava torcendo pra vc dar um spoilerzinho que fosse, mas nadinha de nada e eu vou ficar roendo as unhas de curiosidade!
    Já quero *__*
    Olha só tem todos os ingredientes que me instigam: suspense, pesquisa (amoooooo essa parte), thriller e protagonista real do tipo a gente conhece alguém parecido ou é muito a nossa cara :D
    E claroooooo tem o Simon rsrrs
    Bjs Luli

    Café com Leitura na Rede

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oieee Luliiii!!!! 💝💝💝
      Dessa vez não rolou spoiler, hahaha! Foi difícil, hein? Bem que eh queria, rs!
      Realmente, tem.tudo para ser uma ótima história, além de Simon... Aiai! Morri de amores por ele, rs!

      Beijoooo 🌸🌸🌸

      Excluir

Página Anterior Próxima Página Home
Layout criado por