sexta-feira, 21 de abril de 2017

{{BEDA}} Post nº 21 - Poesia contemporânea

Hey amores e amoras, tudo de boa?
Hoje eu trouxe uma poesia contemporânea para compartilhar com vocês. Não é tão conhecida, mas, achei interessante.

Penso em mãos apagando a luz de um quarto
Penso nelas com a paz
de uma cidade destruída.
Penso na gentileza do silêncio puro,
nas janelas quebradas abrindo severamente
os seus limites.
Penso na inquietude dos dedos, e no gosto
 metálico da procura, e penso em mãos 
gentis que apaguem o corpo, como se fosse
a luz de um quarto.


Marieli Becker


    Gente, estou fazendo esse post de madrugada, são 01:36 e preciso levantar às 05:20, rs, daqui a pouco estou saindo, estou indo acampar, então, no domingo prometo dois posts curtos para compensar a falta de post de sábado, ok?


    Um excelente feriado, beijooooo





6 comentários:

  1. Que linda essa poesia, Cecy! Ainda não conhecia.
    Hahaha, às vezes faço essas loucuras também de postar pela madrugada.
    Beijooos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mi!
      Que bom que gostou, também achei fófis!
      Normal.postar de madrugada, então? Hahahah!

      Beijoooo

      Excluir

  2. Cecy lindaaaaa ♥♥♥
    Não conhecia essa poesia e eu amei.
    Bom acampamento pra você, espero que se divirta :)
    Até domingo
    bjo

    Tati C.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi sua linda!
      Fofa a poesia, né? Eu gostei muito também!
      Obrigada!

      Beijoooo

      Excluir
  3. Olá Cecyyyyyy
    Que linda a poesia, não conhecia e fiquei encantada!
    ahhhhh siiiiim eu sempreeee dou um rolê de madrugada no bloguito 😁😁
    Bom acampamento pra ti divirta-se bastante e conte tudoooo pra nós.
    Bjs Luli
    https://cafecomleituranarede.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Luli!
      Linda poesia, né? Também achei uma graça! Pelo visto, dar rolezinhos pelos blogues não são anomalias, hahah!

      Beijoooo

      Excluir

Página Anterior Próxima Página Home
Layout criado por