domingo, 5 de outubro de 2014

Eleições...

Hey people, tudo bem com vocês?
Eu estou médio... No dia 30 de setembro eu caí. E foi ridículo! vou contar o que aconteceu:
Tive reunião pedagógica na escola que trabalho na parte da tarde e estava agoniada pra voltar pra casa. ou melhor, pra voltar pra minha cidade, pois em terças e quintas são minhas aulas de dança do ventre ("Habib, habib"...) e eu estou aprendendo a dançar o Derbak (se é que é assim que se escreve, rs!) e estou super empolgada com as minhas aulas. Ainda não  estou no nível da Jade (Giovanna Antonelli em O Clone), mas eu chego lá um dia - eu acho, ahahahahah!!!

Mas a reunião acabou tarde e depois de uma longa hora dentro do busão, finalmente cheguei em Ibiúna. Minha amiga Alessandra estava na minha casa passando uns dias e queria assistir minha aula -  na verdade ela queria tirar um sarro, estava louca pra ver a dureza aqui dançando, rs! - e eu estava quarenta minutos atrasada, mas mesmo assim fui pra aula. Foi ótimo, queimei calorias, deixei o stress de lado e voltamos pra casa felizes. Cheguei em casa e não achava a minha chave e tive a ideia mais óbvia do mundo: pular o portão e chamar minha mãe! Sempre faço isso. Sempre sou cuidadosa... só que dessa vez não fui tanto. Enrosquei meu pé no portão, caí, bati o joelho e tive uma luxação forte. Fui pro hospital e o médico mineiro - lindo -  me tratou muito bem - o que é um fato histórico aqui em Ibitown, uma vez que raramente tem médico, e raramente a máquina de raio - x funciona. Dei sorte, acho. Três dias de atestado em pleno encerramento de bimestre. Vamos melhorar isso? Quarta-feira, dia 01 de outubro. Amanheci com uma dor de garganta horrível e piorei durante o dia. Tosse, febre, dor, muita dor... A gripe me pegou feio! Tudo bem, já que estou de atestado mesmo a gripe vai ter que se curar junto com o joelho. 

E hoje, dia de eleições. Estou aqui esperando meu cunhado me levar para votar, para participar da "Festa da Democracia". Era pra eu ser mesária, fui convocada, mas consegui me livrar, ainda bem, não queria ficar o dia todo trabalhando e ainda mais com a perna machucada. Festa da Democracia... interessante esse nome. Fui CONVOCADA para a Festa da DEMOCRACIA e se eu me NEGASSE eu seria PROCESSADA. Mas, espera aí, não é uma DEMOCRACIA? Se é democracia, porque sou obrigada a fazer certas coisas? Enfim, consegui que outra pessoa me substituísse nas urnas, então, essa parte da democracia em que sou obrigada a trabalhar pra não ser processada eu me livrei. Agora tem a parte mais importante da democracia, aquela em que sou obrigada a votar. Sabe o que eu acho? De verdade? Que se nosso país não fosse tão ridicularizado pelas pessoas que colocamos lá em cima, todo nós teríamos orgulho de participar de tais festas. Não querendo criticar ninguém, mas já criticando, quem aceita e coloca candidatos como Tiririca está mostrando não uma forma de protesto, mas, mostra que não se importa com o país. E ainda se acha no direito de reclamar? Tudo bem, sorry, não acho ético falar abertamente os nomes dos candidatos e condeno os que expõem outros durante as propagandas eleitorais. Mostre seu trabalho bom ao invés de criticar o mau trabalho dos outros. Exalte os pontos positivos de suas ideias, e não os pontos negativos dos outros. Imagine se todos votassem com a mesma força que protestam? Porque medo de protestar, de bater nos jornalistas, enfrentar policiais, isso ninguém tem, são umas feras, uns leões. Em compensação, na hora de votar, a carapaça de besta-fera desaparece e o que vem? Um cérebro de minhoca! 

Eu ia comparar o post de hoje com um livro, obviamente, mas desisti. Essa será uma postagem sem livros. Sem dicas, sem comparações. Mas de conscientização. Gente, não vamos ser uns zés - manés que pulam o portão ao invés de chamar a pessoa que tem a chave. Vamos abrir os portões da maneira correta. O Brasil é um país lindo, com belezas naturais maravilhosas, as praias mais bonitas do mundo (tanto que tem um monte de estrangeiro morando aqui, procurando por elas). O meu país é um país que possui liberdade religiosa, cada um pode adorar em seu templo, possui liberdade de expressão, onde cada um pode ser o que quiser. Possui hospitais públicos, que por mais gritante que esteja a situação do país, todos têm direito a usufruir deste benefício, coisa que em outros países você só pode ser atendida se tiver plano de saúde. Meu país tem uma mulher na presidência, uma mulher que não fez nada, é verdade, mas ainda assim, um país que valoriza a mulher, enquanto em outras culturas a mulher é tratada como inferior. Vivemos em regime presidencialista, enquanto em alguns países o parlamentarismo é tirano em muitas situações. Então, se meu país possui tanta coisa boa pra mim, porque vou fazer coisas que não vão levá-lo pra frente? Precisamos ter ATITUDE. Esquece essa de votar em fulano porque o arroz ficou mais barato. Não vamos ter cérebro de minhoca, gente, vamos ser aqueles leões que fomos durante os protestos. Não arrotamos falando que não queremos isso ou aquilo? Então, vamos manter essa atitude, essa cabeça erguida, de povo humilde, mas não de povo estúpido. Vou almoçar e fazer a minha parte na "Festa da Democracia". Consciência, gente. Não precisamos ser contra a Seleção Brasileira, precisamos ser contra a Corrupção Brasileira. Afinal, não sei vocês, mas quando eu escuto as frases "És belo, és forte, impávido, colosso, e o teu futuro espelha essa grandeza", eu tenho vontade de chorar. Afinal, de todas as letras de todos os hinos nacionais, desculpa, mas o nosso é o mais bonito. Então, vamos cuidar dessa nossa Terra adorada, afinal, "Entre outras mil, és tu Brasil, oh Pátria amada! Dos filhos deste solo és mãe gentil, Pátria amada, Brasil!"
Votem com consciência! Eu vou faze minha parte, e você?
Ah! E prometo que assim que eu me esquecer da chave novamente, pularei o portão de novo, mas tomarei mais cuidado da próxima vez, ahahahah...


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Página Anterior Próxima Página Home
Layout criado por